x

Introdução


O SOLOMAP PP foi criado com o intuito de disponibilizar os dados da caracterização física dos solos do município de Presidente Prudente - SP sendo dividido em três critérios: tipo de solos, grau de vulnerabilidade e tipo de geomorfologia. A ideia surgiu a partir da elaboração de um trabalho de graduação do curso de Engenharia Ambiental da FCT UNESP.


Com o fácil acesso público, sem a necessidade de obtenção de um software específico, além da linguagem simplificada, o SOLOMAP se torna didático, permitindo ao usuário realizar interações online, e assim, disseminando as informações produzidas em âmbito acadêmico.


Para maior suporte, clique na aba “Tutorial” e aprenda sobre como interagir melhor com a plataforma.


O SOLOMAP PP é um software livre, licenciado sob os termos da GNU Affero General Public License, para mais informações acesse: AQUI.

Copyright (C) 2017 Wison França de Souza and Kenia Araújo da Rocha

GNU Affero General Public License

Informações


Nesta aba serão apresentadas mais informações sobre os dados disponibilizados na plataforma online.


À princípio vale ressaltar a referência das nomenclaturas utilizadas. Observe o Quadro 1 abaixo:


Quanto ao TIPO DE SOLOS:


Quadro 1 - Adaptação das nomenclaturas das classes de solos propostas por Trentin (2011) para área de estudo

CLASSES DE SOLOS
PROPOSTAS POR
TRENTIN (2011)
CLASSES DE SOLOS
ADAPTADAS PARA A
ÁREA DE ESTUDO
Solos rasos a
bem desenvolvidos
em colinas de
rochas vulcânicas
Solos
desenvolvidos
Solos rasos a
bem desenvolvidos
em rochas areníticas
Solos rasos
à desenvolvidos
Solos rasos de
altitudes elevadas
Solos rasos
Solos
hidromórficos
Solos
hidromórficos

Fonte: Fushimi (2012).


Seguindo Fushimi (2012), sabe-se que as associações dos solos foram baseadas nas características das classes do 1º nível categórico (ordens) e do 2º nível categórico (subordens) propostas pela EMBRAPA (1999):


    - Solos desenvolvidos – associação Latossolos Vermelhos;

    - Solos rasos à desenvolvidos – associação Argissolos Vermelhos;

    - Solos rasos – associação Neossolos Regolíticos;

    - Solos hidromórficos – associação Planossolos e Gleissolos.


Para mais informações sobre a classificação dos solos brasileiros conforme suas classes, clique aqui.




Quanto à GEOMORFOLOGIA:

Com o mapa geomorfológico do município de Presidente Prudente - SP elaborado por (NUNES; FUSHIMI, 2010), é possível analisar os três compartimentos de relevo que, segundo Fushimi (2012) se associam aproximadamente com as formações geológicas e pedológicas abaixo:

    1. Topos suavemente ondulados das colinas convexizadas, com ocorrência dos topos para as médias altas vertentes de solos desenvolvidos (associação Latossolos Vermelhos) e, em alguns setores, solos rasos a desenvolvidos (associação Argissolos Vermelhos). Em alguns pontos, solos rasos (associação Neossolos Regolíticos) e afloramento dos arenitos flúvio-lacustres da Formação Adamantina;

    2. Domínio das vertentes côncavas, convexas e retilíneas, com ocorrência de solos rasos a desenvolvidos (associação Argissolos Vermelhos) e solos rasos (associação Neossolos Regolíticos). É frequente o afloramento dos arenitos flúvio-lacustres da Formação Adamantina;

    3. Planícies aluviais e alvéolos com o predomínio de solos hidromórficos (associação Planossolos e Gleissolos) e materiais sedimentares e manufaturados de origem tecnogênica. Em alguns pontos, tem-se o afloramento dos arenitos flúvio-lacustres da Formação Adamantina.




Quanto à VULNERABILIDADE EROSIVA

Para mais informações quanto à classificação de vulnerabilidade erosiva seguem os quadros abaixo segundo Fushimi (2012) e adaptado por criadores.


Quadro 2 - Adaptação das nomenclaturas das classes de solos propostas por Trentin (2011) para área de estudo: A)Baixa; B)Média; C)Alta; e, D)Muito Alta

(A)

CLASSES DE
VULNERABILIDADE
Baixa
(1% da área total)
COMPARTIMENTOS
DE RELEVO
Planícies aluviais
e alvéolos
(280 a 340 m)
TIPOLOGIA DA
FORMAÇÃO DE RELEVO
Fundos de vales
com declividades
inferiores a 5%
CLASSE DE SOLO Solos Hidromórficos
USO DA TERRA E
COBERTURA VEGETAL
Mata,lançamento de esgoto,
assoreamento dos
cursos d’água,
porto de areia
MORFODINÂMICA
PREDOMINANTE
Domínio espacial de
condições morfodinâmicas
estáveis, principalmente
pela presença
de matas ciliares

(B)

CLASSES DE
VULNERABILIDADE
Média
(28% da área total)
COMPARTIMENTOS
DE RELEVO
Topos suavemente
ondulados das
colinas convexizadas
(400 a 480 m)
TIPOLOGIA DA
FORMAÇÃO DE RELEVO
Topos convexos
com declividades
entre 5 a 10%
CLASSE DE SOLO Solos Desenvolvidos
USO DA TERRA E
COBERTURA VEGETAL
Áreas urbanizadas,
Estrada Raimundo Maiolini,
Estradas Vicinais e
Cultivo de cana-de-açúcar
MORFODINÂMICA
PREDOMINANTE
Domínio espacial de
condições morfodinâmicas
intergrades – solos
com textura arenosa

(C)

CLASSES DE
VULNERABILIDADE
Alta
(66% da área total)
COMPARTIMENTOS
DE RELEVO
Domínio das
vertentes côncavas
(340 a 400 m)
TIPOLOGIA DA
FORMAÇÃO DE RELEVO
Vertentes côncavas
com declividade
entre 10 e 20%
CLASSE DE SOLO Solos Rasos
a Desenvolvidos
USO DA TERRA E
COBERTURA VEGETAL
Solo exposto
com terraceamento
(para posterior cultivo
de cana-de-açúcar)
MORFODINÂMICA
PREDOMINANTE
Domínio espacial de
condições morfodinâmicas
intergrades

(D)

CLASSES DE
VULNERABILIDADE
Muito Alta
(5% da área total)
COMPARTIMENTOS
DE RELEVO
Domínio das
vertentes côncavas,
convexas e retilíneas
(340 a 400 m)
TIPOLOGIA DA
FORMAÇÃO DE RELEVO
Vertente côncavas
com declividades
acima de 20% e
vertentes convexas
e retilíneas
com declividade
entre 10 à
acima de 20%
CLASSE DE SOLO Solos Rasos
USO DA TERRA E
COBERTURA VEGETAL
Pastagem e gramíneas
MORFODINÂMICA
PREDOMINANTE
Domínio espacial de condições
morfodinâmicas instáveis,
principalmente nas médias-
baixas vertentes
(intensificado pela erosão zoógena)

Fonte: Adaptado de Fushimi (2012).

Tutorial


    Considerações Iniciais


    Compatibilidade:

    Os navegadores com maior compatibilidade com o SOLOMAP PP são Google Chrome e Mozilla Firefox. O navegador Internet Explorer apresentou-se incompatível.


    Interface e introdução de funcionalidades básicas:

    A escala inicial para o protótipo, disponibilizada na tela inicial, permite uma visão panorâmica da localização do município de Presidente Prudente-SP. É possível identificar tanto sua malha urbana como o Rio Paraná à sua esquerda, proporcionando espacialização da região.

    A primeira ferramenta do canto superior direito, representada pelo ícono do planeta Terra, é responsável por retornar o zoom (ou escala) inicial.

    Os atalhos para ampliar/reduzir a escala do mapa são similares ao Google Maps.


    Movimento do Mouse:

    Inicialmente, como o cursor do mouse do usuário não está localizado sobre o mapa e nunca esteve sobre o mesmo antes, então, este não possui nenhuma informação de sua posição, logo não disponibiliza a Latitude e Longitude. Com o movimento do cursor do mouse sobre o mapa, informações de Latitude e Longitude são disponibilizas para o usuário no canto inferior direito.
    Isto geralmente ocorre quando o SOLOMAP é carregado pela primeira vez. Caso o usuário já tenha alocado o mouse sobre o mapa, informações de suas coordenadas já estariam armazenadas, logo, com a retirada do mouse do mapa, o último par de coordenadas geográficas geradas seriam fixados e estariam visíveis para o utilizador.




    Detalhamento das funções


    Ferramenta de Busca:

    Esta ferramenta se tornou muito útil para buscar lugares de interesse, disponibilizando valores para Latitude e Longitude do local. Esta ferramenta pode ser utilizada para buscar desde cidades a estabelecimentos específicos, como a própria FCT UNESP, por exemplo.

    Para realizar a busca por lugares de interesse o usuário pode procurar utilizando o nome do local, o endereço e as coordenadas geográficas em seu formato numérico, utilizando ponto ‘.’ no lugar da vírgula ‘,’ (por exemplo, -22.117 -51.449). Assim como a busca no próprio Google Maps ou Google Earth, a latitude e longitude devem ser separadas por um espaço.

    Esta funcionalidade pode ser utilizada através do acessando a 2° ferramenta localizada do canto superior direito da plataforma.

    Ferramenta de Busca

    Camada de Dados Espaciais:

    Representada pelo ícone de uma lista e, toda vez que é acionada, abre uma janela com os dados espaciais referentes ao Tipo de Solos, de Geomorfologia e Grau de Vulnerabilidade Erosiva do município de Presidente Prudente.

    Assim como o próprio ícone desta ferramenta, os dados espaciais estão disponibilizados em forma de lista, onde a checkbox ao lado do título da camada de dados é responsável por acionar todas as camadas referentes à mesma, vide Figura 2

    Cada tonalidade contida em uma checkbox é referente à feição de interesse no mapa. Essas checkboxes coloridas funcionam como um filtro da camada principal, logo é possível manter feições de interesse ativas, enquanto as outras estão desativadas.

    As interações entre camadas também podem gerar sobreposições. Estas são interessantes para análises de área, visto que por exemplo, geralmente, áreas com solo hidromórfico estão localizadas em áreas com geomorfologia do tipo Fundo de Vale.

    OBS: não é possível visualizar todos os graus de vulnerabilidade em conjunto, como verificado para as outras camadas.


    Perfil Topográfico:

    Para traçar um perfil basta adicionar um marcador inicial e outro final, com o clique no botão direito do mouse. Os marcadores de interesse (inicial e o final) irão coletar as informações de Latitude e Longitude dos pontos e o perfil será traçado com a interpolação de quinze pontos equidistantes entre os marcadores principais.

    Com o movimento do mouse sobre o gráfico gerado, têm-se as informações pontuais das cotas realçadas, além da indicação do mesmo ponto no gráfico e no mapa por um marcador menor e de coloração esverdeada. Após pressionar o botão ‘Apagar perfil’, o utilizador poderá gerar um novo perfil topográfico de um novo trajeto de interesse. Além disso, pensando na experiência do utilizador, a janela que contém esta ferramenta pode ser arrastada por todo o mapa, ocupando a posição mais favorável para o usuário.

    Para garantir melhor coleta dos dados, recomenda-se trabalhar com essa ferramenta apenas em grandes escalas (ou seja, bem próximas à área de interesse). Também é possível adicionar três ou mais pontos para o traçado do perfil topográfico, porém, independente do número de marcadores utilizados, o perfil topográfico será traçado a partir da interpolação de 15 pontos contidos entre todos os marcadores. Por exemplo, 2 marcadores com 15 pontos interpolados entre eles; e, 4 marcadores com 15 pontos interpolados entre eles, etc.

    OBS: Logo, quanto mais espaçados os marcadores estiverem entre si, maior será a margem de erro das cotas geradas no perfil topográfico.

    OBS2: Esta ferramenta pode não funcionar em um aparelho mobile.

    Perfil Topográfico

    Modos de visualização:

    O SOLOMAP PP disponibiliza a visualização do mapa em 4 formas diferentes, também conhecidos como mapas base.São eles: "Satellite" (ou Satélite), "Hybrid" (ou Híbrido), "Road Map" (padrão do Google Maps) e "Terrain" (ou Relevo).
    Estes modos podem ser alterados acessando a 5° ferramenta localizada do canto superior direito da plataforma.

    O mapa base Satellite (ou Satélite) dispõe as mesmas informações de outras imagens de satélite, se destacando pela ausência de nuvens e a facilidade de detectar manchas urbanas, florestas e cursos d’água. Por possuir uma aparência menos poluída com relação às demais, este mapa base foi definido como padrão da tela inicial do SOLOMAP PP.

    Já o mapa base conhecido como Hybrid (ou Híbrido) apresenta informações adicionais ao Satellite, contendo indicações de rodovias, nome de municípios, distritos, bairros, rios principais (Rio Paraná, por exemplo) e parques estaduais.

    O mapa base Road Map é o padrão utilizado pelo Google Maps em páginas Web e aplicativos de celular, disponibilizando informações similares ao mapa base Hybrid, porém com imagem ainda mais limpa.

    O mapa base Terrain(ou Relevo) segue o mesmo estilo do mapa anterior, porém se destaca por apresentar variações visuais do relevo e, em escalas grandes, apresenta as curvas de nível do local de interesse,



Referências


Créditos


x

Procure um local


x

Altere o Mapa Base

Opções:

  • Hybrid
  • Satellite
  • Road Map
  • Terrain
x

Caracterização Física dos Solos




x

Perfil Topográfico